NOTÍCIAS

Artigos

“Para curtir a Praça Cívica” – artigo do deputado Virmondes Cruvinel no jornal O Popular

 

O deputado Virmondes Cruvinel Filho (PSD) teve artigo publicado na segunda-feira, 23 de março, no jornal O Popular. O tema foi a Praça Cívica, patrimônio importante na história dos goianos … Confira:

Para curtir a Praça Cívica

Goiânia tem muito a ganhar com a requalificação de seus espaços públicos. No mundo inteiro, cidades que fizeram esse tipo de investimento são as que mais obtiveram ganhos para a qualidade de vida de seus moradores e visitantes. Por isso, é preciso acompanhar com muita atenção as obras de reforma da Praça Pedro Ludovico Teixeira, iniciada há algumas semanas, pela prefeitura.

O Executivo municipal anunciou que a requalificação urbanística da Praça Cívica será ampla, tendo duas vertentes principais: restaurar sua arquitetura original e incentivar o uso do espaço por pedestres. Para isso, já proibiu o acesso de carros à área interna da praça, que antes era usada como um enorme estacionamento. Medidas ousadas, cuja eficácia só poderá ser avaliada com o término das obras – previsto para o final deste ano.

A intenção da prefeitura é acertada, em sintonia com o que há de mais avançado em urbanismo no mundo. Contudo, como é costume na atual administração, as ações envolvendo a reforma careceram de prévio diálogo com a sociedade e já dão mostras da falta de um planejamento mais detalhado. Um sintoma é o fato deste projeto nunca ter passado por qualquer audiência pública ou um debate mais profundo no Legislativo.

Outro sinal de desorganização pôde ser observado em entrevistas de representantes da Secretaria de Obras, logo nos primeiros dias. Quando indagado sobre o que a Prefeitura planejava fazer com as centenas de carros que todos os dias estacionavam ali, um deles respondeu: 1) isso não era de sua responsabilidade e 2) existem muitos estabelecimentos particulares em torno da praça, capazes de suportar a demanda. Oi?

É evidente que o uso da Praça Cívica como estacionamento é uma degradação de seu propósito urbanístico – até mesmo pela sua relevância para a história da cidade. Em 2014, liderei o movimento que, com o apoio do governador Marconi Perillo, resultou na liberação do anel interno da praça para a prática esportiva aos domingos, sem a presença de carros. As famílias que ocupam a rua com bicicletas, patins, skates ou mesmo para um passeio a pé fazem do projeto um importante resgate social e cultural da praça.

As cidades precisam de espaços públicos agradáveis (bem desenhados e arborizados) e totalmente utilizáveis (com muitos lugares para as pessoas se sentarem e se acomodarem). Há mais de dez anos, a prefeitura de Nova York utiliza esses conceitos e recuperou bairros decadentes. Um exemplo é a região de Williamsburg, no Brooklyn: um pequeno e charmoso parque na orla do Rio East transformou a vizinhança, que virou ponto de visitação não apenas de moradores, mas até de turistas internacionais.

A Praça Cívica, com muito verde e mais lugares para abrigar pessoas, será um convite irrecusável para o convívio social de qualidade. E tudo isso rodeado pelo maior patrimônio arquitetônico histórico de Goiânia. Isso é viver a cidade plenamente.

Virmondes Cruvinel é procurador do Estado licenciado e deputado estadual pelo PSD.